sábado, 22 de março de 2014

Exercícios sobre Figuras de Linguagem

Exercícios sobre Figuras de Linguagem

1. Informe se nas frases abaixo as palavras destacadas estão empregadas em sentido denotativo ou conotativo:
a) Nas ruas, as pessoas andavam apressadas.
b) As ruas eram cheias de pernas apressadas.
c) Temos amargas lembranças daquele período de autoritarismo polí­tico.
d) Era uma pessoa de expressão dura e coração mole.
e) Os galhos da imensa árvore sustentavam os frutos maduros.
f) Os galhos namoravam os frutos maduros que sustentavam.

2. Identifique comparação e metáfora:
a) "Hoje é sábado, amanhã é domingo /A vida vem em ondas, como O mar." (Vinícius de Moraes)
b) A vida são ondas, vem e vai.
c) A mocidade é como uma flor que desabrocha numa manhã de primavera.

3. Identifique metáfora, prosopopeia, sinestesia e catacrese:
a) As pessoas aqueciam-se ao pé das grandes fogueiras.
b) "A vida é um incêndio." (Mário Quintana)
c) "Palmeiras se abraçam fortemente
Suspiram dão gemidos soltam ais." (Duardo Dusek/Luís Carlos Goes)
d) "Em torno o entusiasmo tocava ao delírio; um grito de aplauso ex­plodia de vez em quando rubro e quente como deve ser um grito saído do sangue." (Aluísio Azevedo)
e) "Pois vejo a minha vida anoitecer." (Gregório de Matos)

4. Explique as metonímias das frases abaixo:
a) "A mão que toca o violão se for preciso vai à guerra." (Marcos e Paulo Sérgio Valle)
b) Apaixonado pela Música Popular Brasileira, conhecia Chico Buarque de Holanda a fundo.
c) Durante o jantar, bebeu apenas uma taça de vinho.
d) As câmeras procuravam todos os ângulos do trágico acidente.
e) Ainda hoje, em muitos setores, a mulher é discriminada.
f) A criminalidade deve ser combatida.

5. Explique as antonomásias e perífrases:
a) O Rei do Futebol esteve presente na disputa final do Campeonato Brasileiro.
b) O Rei do Cangaço atemorizou muita gente."
c) A Cidade Eterna recebe muitos turistas.
d) A Cidade Maravilhosa é famosa pelos seus carnavais.

6. Identifique antítese, paradoxo, eufemismo e hipérbole.
a) Era uma pessoa que não raramente faltava com a verdade.
b) "Os senhores poucos, os escravos muitos; os senhores rompendo ga­las, os escravos despidos e nus; os senhores banqueteando, os escra­vos perecendo à fome." (Pe. Antônio Vieira)
c) Repeti-lhe milhões de vezes as mesmas coisas.
d) Pra se viver, há de se sentir a morte.

7. Classifique as figuras semânticas:
a) "A felicidade é como a gota
De orvalho numa pétala de flor
Brilha tranquila
Depois de leve oscila
E cai como uma lágrima de amor." (Vinícius de Moraes)
b) "... eu me lembrava
Sempre da corça arisca dos silvados
Quando via-lhe os olhos negros, negros
Como as plumas noturnas de graúna!" (Castro Alves)
c) "A cada canto um grande conselheiro,
Que nos quer governar cabana, e vinha,
Não sabem governar sua cozinha,
E podem governar o mundo inteiro." (Gregório de Matos)
d) "Que noite fria! Na deserta rua
Tremem de medo os lampiões sombrios." (Castro Alves)
e) Meus olhos desmaiaram de emoção quando ouvi sua voz.
f) Ele devolveu o excesso de comida que engoliu sem mastigar.
g) Entra pela janela a preguiçosa brisa.
h) Não fiquei preocupada porque quando o pé-de-vento chegou as crianças já estavam na escola.
i) Ninguém podia negar que as mãos do trombadinha eram ágeis.
j) O olhar duro e doce da mamãe interrompeu a discussão, com energia e carinho.
k) O Papa da Justiça Social ajudou a criar uma nova mentalidade dentro da Igreja.
l) A madeira verde e doce contagiou a sala com seu perfume.
m) O Rei do Baião é famoso internacionalmente.
n) No velório, as palavras davam a dimensão do sofrimento.
o) O sorriso navega no pranto estrelado dos seus olhos, enquanto lágrimas escorrem do canto da boca.
p) A deusa da beleza, uma criação dos gregos, representa a perfeição.

8. Identifique onomatopéia e aliteração:
a) "Conheciam-no pelo toque-toque da perna de pau." (Coelho Neto)
b) "Esterando patada pregada na pedra do porto." (Chico Buarque de Holanda)
c) "Vozes, veladas, veludosas, vozes." (Cruz e Sousa)
d) O plim-plim da televisão interrompeu o programa, meus pensamentos e o sono da criança.

9. Identifique elipse, zeugma, hipérbato e pleonasmo:
a) "E diz agora um boato
Que só no século vinte
Chamada a postos
A Constituinte
Será..." (Artur Azevedo)
b) Na ausência, saudade; na presença, tormento. Como explicar?
c) "Meus pobres sonhos que sonhei, já tão sonhados." (Alphonsus de Guimaraens)
d) Há cinco minutos ela queria a bicicleta, depois a bola, o livro para recortar, o caderno para escrever, a televisão para ligar, a rede, e eu corria de lá para cá para atender à criança.

10. Identifique assíndeto, polissíndeto, anacoluto e repetição:
a) Umas gaivotas bicando peixes em pleno mar, caminhávamos pen­sando em como ocorre a luta pela sobrevivência.
b) E sem explicações ela chorava, e ria, e cantava, e corria de um lado para outro como em busca de si mesma.
c) "Irene preta
Irene boa
Irene sempre de bom humor." (Manuel Bandeira)
d) Respiramos fundo, demo-nos as mãos, subimos no barco, enfrenta­mos o rio, a correnteza, o medo.

11.Classifique as silepses presentes nas frases abaixo:
a) O bando de pardais invadiram a plantação e pouco sobrou.
b) As mulheres decidimos não comprar carne enquanto não rebaixa­rem os preços.
c) Conhecida nacionalmente, Ribeirão Preto pode ser chamada a capi­tal do chope.
d) Vossa Excelência não fique desanimado, fale mais alto e a galeria o escutará.  

12. Classifique as figuras de linguagem destacadas:
a) "Nesse lábio mordente e convulsivo,
ri, ri risadas de expressão violenta." (Cruz e Sousa)
b) "Sino de Belém, que graça ele tem!
Sino de Belém bate bem-bem-bem" (Manuel Bandeira)
c) "E os olhos não choram.
E as mãos tecem apenas o rude trabalho.
E O coração está seco." (Carlos Drummond de Andrade)
d) Pedro pedreiro, penseiro
Esperando o trem." (Chico Buarque de Holanda)
e) Os teus olhos são negros e macios." (Fernando Pessoa)
f) "Eu estava agora tão maior que não me via mais. Tão grande como uma paisagem ao longe." (Clarice Lispector)
g) "Na imensa descida,
A catarata
Se suicida." (Millôr Fernandes)
h) "As velas do Mucuripe vão sair para pescar." (Fagner e Belchior)
i) "No fim do túnel, o princípio do túnel.
Na subida da pedra, a descida da pedra." (Mário Faustino)
j) "Que a saudade dói latejada E assim como uma fisgada
No membro que já perdi'.' (Chico Buarque de Holanda)
k) "Nasce o sol, e não dura mais que um dia,
Depois da luz se segue a noite escura." (Gregório de Matos)
l) "Minhas mãos ainda estão molhadas
do azul das ondas entreabertas." (Cecília Meireles)
m) A Cidade Maravilhosa ostenta beleza e muita miséria.
n) "O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes, a vida presente.” (Carlos Drummond de Andrade)

13. Identifique e classifique os vícios de linguagem:
a) Espero que você seje feliz.
b) Ao toque da campainha, desceu para a sala de baixo.
c) Os sindicalistas obedeceram a decisão do juiz.
d) Eu nunca ganho nada em sorteios.
e) Meu patrão tinha convulsão quando se falava em inflação.
f) Afine o ouvido ao ouvir Milton Nascimento.
g) O Papa pediu passagem para a Polônia.
h) Fernando visitou sua irmã e depois saiu com seu carro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário