quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Ímpar - Marcelo Carneiro da Cunha, por Évilyn Piva Lobo.


* Ímpar "Marcelo Carneiro da Cunha".
* Editora Projeto - Primeira Edição.

*Síntese:
O livro conta, sobre a história de um garoto chamado José Luiz, mas chamavam ele de Zóli. Num acidente ele perdeu o braço esquerdo, e sua vida mudou completamente, ele se mudou de cidade, e seus pais não tinham mais aquela alegria. Nas consultas ele conheceu uma garota chamada Bibiana, todo dia ela vinha falar com ele. Um dia ele mandou ela embora e disse que não queria conhecer os amigos dela, nem a "galera" por que ele achava que ela era normal, e ele não tinha um braço, quando ela se levantou do banco ele viu que ela tinha um problema na perna. Ele se magou muito. Tentou até achar ela, mas não achou. Quando ele foi sair do hospital, viu ela brincando no parquinho com uma garota de cadeira de rodas, um cego, um surdo. Mas sua mãe já tinha vindo buscá-lo.
Chegou em casa e fez seu exercícios para poder mexer com seu braço eletrônico, deitou na cama e ficou olhando o teto. No outro dia na escola todo mundo ficava olhando para ele, no recreio nem saiu da sala de aula. Quando olhou para o lado, vê a Bibiana vindo em sua direção, e eles tem uma discussão.
No outro dia na clínica se encontram, e ela o convida para conhecer a "galera" e ele diz que sua mãe não iria deixar, mas Bibiana convenceu a mãe dele. Eles foram ao cinema, para pegar o ônibus tiveram que pedir ajuda ao motorista para levantar a cadeira de roda, chegando ao cinema não deixaram eles entram, então Bibiana fez um ação, mais o gerente não queria deixar, quase entrou polícia no meio, mas o segurança ajudou a garota de cadeira de rodas entrar, e foi tudo bem. Depois eles foram comer Mc donald's no parquinho, e Bibiana gritava: "PAR OU ÍMPAR" e todos falavam "ÍMPAR". Zóli não entendia nada. Bibiana explicou pra ela que todos tinham um par de braços, par de pernas, eram todos par.
Com o tempo Zóli foi aceitando. Até conheceu uma supergarota, a Lisa numa festa. Um dia teve um seleção para entrar na equipe de tênis do colégio, fez uns exames para ver se estava tudo bem, ele treinou muito e passou, ficou até o "héroi" do colégio. Seus país ficaram de "namorico" de novo.

*Crítica:
Na minha opinião, eu acho que o livro é muito interessante, mostra que as vezes nem tudo está perdido, e como tem gente que tem muitos problemas e que tem que enfrentar todos os dias, e vivem felizes.



Novo Internet Explorer 8: traduza com apenas um clique. Baixe agora, é grátis!



Com o Novo Internet Explorer 8 suas abas se organizam por cor. Baixe agora, é grátis!

10 comentários:

  1. Évilyn, tem razão. Como reclamamos de inúmeras coisas que na maioria das vezes são insignificantes. Quantas pessoas com problemas bem maiores e reais que os nossos, e nós "perfeitos", com saúde e resmungando...

    ResponderExcluir
  2. amei o livro me ensinou como lidar com a vida

    ResponderExcluir
  3. Gostei do livro pois ele fala de uma pessoa física q tenta se adaptar ou algo assim muito legal.

    ResponderExcluir
  4. Eu só tenho 14 anos mas amo td as obras do marcelo carneiro da cunha. São obras q nos faz pensar como realmente eh a vida. Ñ tanho condiçoes de comprar livros mas sempre q posso dou um pulinho na biblioteca da escola.

    ResponderExcluir
  5. ajudo muito vlw, Fernanda queria ser seu aluno !

    ResponderExcluir
  6. Obrigado Fernanda pelo resumo Não havia lido o livro rçrç .

    ResponderExcluir
  7. Gostei do livro, mas achei ele meio confuso, em relação aos personagens. Sem duvida um livro fantástico!

    ResponderExcluir