domingo, 27 de setembro de 2015

Interpretação 1 - Missa do galo

1.    A descrição é um recurso utilizado tanto na prosa romântica quanto na prosa realista, mas com finalidades diferentes. Compare a seguir duas descrições de personagens femininas: a primeira é de Aurélia, da obra Senhora, de José de Alencar, e a segunda, de Conceição, personagem do conto "Missa do galo".
I. "Era uma expressão fria, pausada, inflexível, que jaspeava sua beleza, dando-lhe quase a gelidez da estátua. Mas no lampejo de seus grandes olhos pardos brilhavam as irradiações da inteligência."
 II. "Tudo nela era atenuado e passivo. O próprio rosto era mediano, nem bonito nem feio. Era o que chamamos uma pessoa simpática. Não dizia mal de ninguém, perdoava tudo. Não sabia odiar, pode ser até que não soubesse amar."
a)    Qual dos dois textos apresenta vocabulário e construções mais sofisticados em estilo elevado e poético?
b)    Ambos os fragmentos, sendo descritivos, servem para caracterizar as personagens. Entre eles, contudo, há uma diferença essencial quanto à finalidade. Observe algumas imagens e adjetivos empregados:
I. expressão inflexível, gelidez da estátua, lampejo dos olhos.
II.  rosto mediano, nem bonito nem feio, simpática.
Em qual fragmento a descrição tem a finalidade de:
• elevar e idealizar a personagem?
• retratar a personagem como ela realmente é?

2. Preocupada em retratar a realidade de modo objetivo, quase documental, a prosa realista geralmente é marcada pelo registro preciso do tempo e do espaço e pela narrativa lenta.
a) observe as datas citadas no texto. Quando ocorre a situação vivida por Nogueira? Em que noite, particularmente?
b) Em que cidade e em que lugar ocorreram os fatos?
c) Quanto tempo transcorre desde o momento em que Conceição entra na sala em que está Nogueira até o momento em que ele sai à rua para ir à missa?
d) Pelas lembranças que são narradas, esse tempo parece ter demorado para passar ou parece ter passado rapidamente?

3.    Nos textos em prosa do Realismo, a narrativa normalmente flui lentamente, como forma de captar as sutilezas dos diálogos entre personagens, suas reflexões interiores, suas lembranças do passado, etc. Em "Missa do galo", as ações e diálogos são perpassados por uma ambiguidade que fica ainda mais acentuada pela lentidão narrativa.
a) Que tipo de ambiguidade existe no relacionamento entre Conceição e Nogueira?
b) Por que a lentidão narrativa acentua essa ambiguidade?

4.    No século XIX, raramente uma mulher conversava com um homem a sós, principalmente em um ambiente fechado e à noite. Vários elementos contribuem para criar uma crescente atmosfera de intimidade e atração entre as personagens.
a) Identifique no texto fatos que comprovem uma intimidade cada vez maior entre Conceição e Nogueira.
b) Observe os espaços ocupados pelas personagens no ambiente. De que forma eles acentuam essa atmosfera de intimidade e atração?
c) Levante hipóteses: Que razões poderiam ter levado Conceição a sentir vontade de viver uma aventura amorosa? E Nogueira?
d) Que fato posterior, relatado no final da história, confirma que Conceição era uma mulher capaz de se interessar por outro homem além do marido?
e) Quais dos seguintes fragmentos evidenciam a atração de Nogueira por Conceição?
• "Que velha o quê, D. Conceição!" 
•  "cochichávamos os dois, e eu mais que eia, porque falava mais"
• “A presença de Conceição espertara-me ainda mais que o livro."
• "ela, que era apenas simpática, ficou linda, ficou lindíssima"
f) Quais dos seguintes fragmentos evidenciam pensamentos e sentimentos contraditórios experimentados por Conceição?
• "Cuidei que ia dizer alguma coisa; mas estremeceu, como se tivesse um arrepio de frio, voltou as costas e foi sentar-se"
• "Depois referiu uma história de sonhos, e afirmou-me que só tivera um pesadelo em criança."
• "Mais baixo! mamãe pode acordar."
• "ela, às vezes, ficava séria, muito séria, com a testa um pouco franzida."
 g) Considerando que Nogueira é o narrador da história e conta os fatos de acordo com suas lembranças e cone sua ótica pessoal, dê sua opinião: Ocorreu ou não algum envolvimento entre Conceição e Nogueira?

 5. A atmosfera de intimidade vai crescendo num percurso de altos e baixos, de vaivém, de quebras súbitas, como se espelhasse os movimentos da consciência das personagens, que ora se soltam mais, ora se reprimem. Releia o episódio em que Conceição afirma desejar trocar os quadros da sala. Observe que, nesse momento, a atmosfera é quebrada e Nogueira sente vontade de ir para a missa. Que associações provavelmente foram feitas pelas duas personagens? .

6. Observe que Nogueira lê Os três mosqueteiros, obra romântica do escritor francês Alexandre Dumas, uma narrativa de aventuras perfeitamente compatível com a sua idade. Já Conceição lê A Moreninha, obra romântica de Joaquim Manuel de Macedo que narra aventuras amorosas de adolescentes.
a) As obras que as personagens leem retratam um mundo de aventuras, amores e heróis compatíveis com a vida que levam?
b) Que significado, então, deve ter a leitura para elas?

7. A seguir, são relacionadas as características relativas ao amor e ao herói ou à heroína românticos. Elabore um quadro com as características realistas opostas a elas, exemplificando-as com situações encontradas em "Missa do galo".
• A mulher amada, para o herói romântico, é sinônimo de beleza e perfeição.
•  O casamento, no Romantismo, normalmente é resultado de um amor profundo e o fim de uma longa trajetória de obstáculos.
•  O amor está acima de todos os interesses; é a mola-mestra que impulsiona e purifica as ações humanas.
• O herói romântico geralmente tem caráter forte e comportamento íntegro e linear, que raramente se altera ao longo da história.
•  O herói romântico é um ser especial, dotado de forças ou poderes incomuns.

8. A prosa realista tem como propósito captar o ser humano em sua totalidade, isto é, tanto exterior quanto interiormente. O retrato interior das personagens — isto é, a focalização de seus conflitos, pensamentos, anseios, reflexões, desejos, etc. — é chamado de introspecção psicológica. Identifique no texto um trecho que evidencie aspectos de introspecção psicológica referente a Nogueira.

9.O Romantismo supervaloriza o indivíduo e suas particularidades. Já o Realismo, mesmo trabalhando em profundidade a personagem, tende a buscar nela aquilo que é universal, isto é, comum a cada um de nós e que define a nossa condição humana. É possível dizer que a situação vivida pelas personagens Conceição e Nogueira — e toda a carga de emoções e valores que a acompanha — é universal ou particular? Justifique.

REALISMO
• Objetivismo
• Descrições e adjetivação objetivas, voltadas a captar o real como ele é
• Mulher não idealizada, mostrada com defeitos e qualidades
• Amor e outros sentimentos subordinados aos interesses sociais
• Casamento como instituição falida; contrato de interesses e conveniências
• Herói problemático, cheio de fraquezas, manias e incertezas
• Narrativa lenta, acompanhando o tempo psicológico
• Personagens trabalhadas psicologicamente
• Universalismo

ROMANTISMO
• Subjetivismo
• Descrições e adjetivação idealizantes, voltadas a elevar o objeto descrito
• Linguagem culta, em estilo metafórico e poético
• Mulher idealizada, anjo de pureza e perfeição
• Amor sublime e puro, acima de qualquer interesse
• Casamento como objetivo maior de relacionamento amoroso
• Herói íntegro, de caráter irrepreensível
• Narrativa de ação e de aventura Personagens planas, de pensamentos e ações previsíveis
• Individualismo, culto do eu


Bibliografia: Português e Linguagens 2. CEREJA,Willian Roberto; MAGALHÃES Thereza Cochar.7ª ed São Paulo 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário