quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Marley e Eu, por Samanta Delabeta




Escola Estadual de Ensino Fundamental Emílio Tagliari

Samanta Delabeta

Turma 82

Português – ficha de leitura

Marley e Eu,

A vida e o amor ao lado do pior cão do mundo

Autor: John Grogan

Editora: Prestígio

Síntese:

Tudo começa quando John e Jenny se casam. Eles resolvem ter um filho, mas tinham medo de não ter experiência, e para testar isso compraram um cachorro. O casal vai até uma fazenda que vende cães, e escolhem um que está em liquidação, mas que conquistou seus corações logo de cara.

O nome do cão ficou Marley, por que o cantor Bob Marley estava fazendo muito sucesso na época. Eles eram um casal de jornalistas, cada um de um jornal, e com 44 kg, Marley foi expulso de centros de adestramento, causou vergonha aos donos, era traumatizado com chuva, o que dificultou muito o trabalho do casal. Mas, em compensação chegava a apoiar os donos quando eles estavam tristes, defendia- os, e brincava com os filhos, do casal, que nasceram no ocorrer de muitos anos, enfim, era a alegria e ao mesmo tempo o pestinha da casa, sempre desastrado, derrubando tudo por onde passava.

É sem dúvida uma história de amolecer até o mais duro dos corações. Mas nfelizmente nossos bichos de estimação não vivem tantos anos como nós, com Marley não foi diferente. Uma doença leva Marley, e deixa uma lição no coração da família de que nem sempre os mais fáceis e de melhor temperamento são aqueles que amamos mais.

Concerteza, nunca irão encontrar um cão melhor. Marley amou seus donos todos os dias e nunca os deixou. È algo impressionante ,e foi um longo caminho.

Como diz o livro, cães não precisam de carros luxuosos, casas grandes, ou de roupas chiques. Água e alimento já são o suficiente. Um cachorro não liga se você é rico ou pobre. Esperto ou não. Inteligente ou não. Entregue seu coração e ele dará o dele. De quantas pessoas podemos dizer o mesmo? Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial? Quantas pessoas nos fazem sentir extraordinários?

Crítica: Eu adoro tanto o livro quanto o filme. O cão é uma confusão completa, as histórias são reais, e assim fazem eu me sentir dentro do livro mesmo. Eu li e recomendo, concerteza até quem não gosta de cães vai se interessar pela história.

Eu tenho o livro desde fevereiro deste ano. Não sabia o que ler, e eu precisava treinar leitura nas férias, então entrei na livraria e me deparei com a figurinha do cachorro na capa. Amor à primeira vista. É um ótimo livro, relaxa a mente e ensina a amar os animais.

2 comentários:

  1. Samanta,muito bem. Quantas pessoas que não gostariam de estar no lugar de Marley? Tendo o carinho de uma família... E quantos seres humanos que não dão a mínima para a família que tem, que desprezam quem os criou e cuidou, como algumas pessoas são mesquinhas e egoístas por pensarem que o dinheiro as torna mais inteligentes...

    ResponderExcluir